Basta de Racismo!

9 nov 2020, 14:56

O Pará é um dos Estados mais negros do Brasil. Em belém, o racismo se manifesta na desigualdade, pobreza e na violência. Jovens, negros e pobres morrem mais no Brasil do que em uma guerra civil e o discurso racista e genocida de Bolsonaro estimula a criminalização dos negros e negras. Por isso, a educação, emprego, renda e o combate à violência e à criminalização da pobreza são fundamentais para combater o racismo e o genocídio da povo negro.  Por isso, teremos com princípios e bandeiras de luta:

1. Combate ao racismo estrutural presente nas estruturas municipais, como serviços e violência institucional;

2. Apoio e diálogo com os movimentos de negritude;

3. Mais investimentos e fomento à projetos populares da cultura negra;

4. Contra a intolerância religiosa e perseguição às religiões de matriz africana;

5. Combate ao extermínio da juventude negra e denúncia incansável da violação de direitos humanos sofridas por essas pessoas;

6. Combate à guerra às drogas que se tornou uma guerra aos pobres das periferias de Belém;

7. Estímulo à capacitação da juventude da periferia de Belém e estímulo ao primeiro emprego;

8. Contra a utilização da Guarda Municipal de Belém como mais um meio de repressão da juventude negra;

9. Apoio aos refugiados e imigrantes, proteção jurídica e institucional contra o racismo, acesso à documentação, emprego e renda;