Deputada Vivi Reis pede apuração das agressões e xenofobia contra paraenses em Joinville (SC)

Ofício remetido ao MPF quer acompanhamento do caso ocorrido neste domingo (20) contra torcedores de Remo e Paysandu.

21 fev 2022, 15:44 Tempo de leitura: 1 minuto, 20 segundos
Deputada Vivi Reis pede apuração das agressões e xenofobia contra paraenses em Joinville (SC)

A deputada federal Vivi Reis (PSOL) encaminhou, nesta segunda feira (21) ofício ao procurador federal dos Direitos do Cidadão, Carlos Alberto Vilhena, ofício pedindo que o Ministério Público Federal (MPF) apure o caso dos torcedores paraenses agredidos em um estabelecimento comercial na cidade de Joinville, em Santa Catarina, Inclusive no que diz respeito à possível ocorrência de crime de xenofobia. 

“Não é possível aceitar que qualquer cidadão seja submetido a tratamento violento e preconceituoso, ainda mais quando esse tipo de agressão apresenta indícios de xenofobia. As autoridades públicas precisam dar respostas firmes neste momento em que o incentivo ao ódio e à violência partem inclusive do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro”, afirma a deputada. 

Segundo informações da imprensa e imagens de vídeos que circulam na internet, pelo menos dez pessoas foram agredidas por integrantes da torcida organizada do Joinville Esporte Clube no estabelecimento Recanto do Pará, na cidade de Joinville, em Santa Catarina, no último domingo (20), durante a transmissão do jogo entre Remo e Paysandu, que estava sendo realizado em Belém.

O local  foi invadido pela Torcida União Tricolor e as vítimas eram torcedores de Remo e Paysandu, que estavam acompanhando o Re-Pa, jogo válido pelo campeonato paraense.  De acordo com relatos da Polícia Militar, a ordem era para que azulinos e bicolores retirassem as camisas ou iriam morrer. Após protagonizar as cenas de violência, o bando fugiu do local e não há notícias de prisão dos agressores até o momento.