Relatora da Comissão na Câmara, Vivi Reis pede afastamento imediato de presidente da Funai

Segundo a deputada, as informações coletadas durante a diligência ao Vale do Javari na última semana reforçaram o pedido

5 jul 2022, 16:17 Tempo de leitura: 1 minuto, 25 segundos
Relatora da Comissão na Câmara, Vivi Reis pede afastamento imediato de presidente da Funai

No dia em que completa um mês do assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, a deputada federal Vivi Reis (PSOL/PA), relatora da Comissão Externa da Câmara que acompanha o caso, protocolou hoje, 5, um requerimento indicando ao Ministério da Justiça e Segurança Pública o imediato afastamento do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier.

Segundo a deputada, as informações coletadas durante a diligência ao Vale do Javari na última semana reforçaram o pedido. “Passado um mês da tragédia, a Funai não abriu um único inquérito administrativo para acompanhar a questão, e não tomou qualquer medida efetiva para garantir a proteção de seus servidores”, afirmou no documento a relatora Vivi Reis.

A deputada federal também protocolou um requerimento para que a Funai elabore e implemente um Plano Emergencial para Ações de Proteção Territorial no Vale do Javari. A medida seria uma forma de garantir a integridade física e a vida de indígenas e servidores da instituição ameaçados. “Não podemos naturalizar ameaças e que pessoas estejam marcadas para morrer. A Funai precisa dar respostas efetivas e imediatas. A Amazônia não pode ser uma terra sem lei”, garantiu Vivi Reis.

Nesta quarta-feira, 6, às 16 horas, a Comissão Externa da Câmara Federal volta a se reunir para definir os próximos encaminhamentos e apreciar o relatório da diligência que será apresentado pela relatora Vivi Reis. O documento preliminar servirá de base para o relatório final da Comissão, que ainda não tem data para ser aprovado.